Avançar para o conteúdo

O caminho da IKEA para a Sustentabilidade

  • por

IKEA não precisa de apresentações, pois não? O gigante sueco é reconhecido mundialmente tanto pelo seu mobiliário como pela sua experiência de compra única. Mas, para além do seu sucesso comercial, a empresa fundada em 1943 por Ingvar Kamprad tornou-se uma referência em termos de responsabilidade empresarial e sustentabilidade.

Embora a história da IKEA e do seu fundador seja muito interessante, neste artigo vamos limitar-nos a falar das práticas empresariais que fizeram da marca sueca um modelo para todas as empresas e organizações que, para além de prosperarem economicamente, querem fazê-lo respeitando o planeta.

Cada vez mais empresas estão conscientes de que é essencial levar a cabo práticas sustentáveis não só para o bem do seu negócio, mas também para o bem-estar do nosso planeta e, por conseguinte, de todas as criaturas que o habitam.

IKEA, como provavelmente já sabe, dedica-se em parte à venda de mobiliário. A madeira é um recurso natural que, embora pareça abundante, o seu processo de aquisição acarreta um grande número de inconvenientes a nível ambiental e é por isso que a IKEA, consciente do impacto ambiental que tudo isto implica, decidiu colocar os meios adequados para reduzir ao máximo a sua pegada ecológica.

Quais são as medidas que a IKEA implementou para melhorar este aspeto? Vamos descobrir as principais directrizes que tem seguido:

Utilização de materiais sustentáveis

Um dos principais aspectos em termos de sustentabilidade para as empresas comprometidas com o ambiente é a utilização de materiais que podem ser reutilizados ou reciclados. Muitos dos produtos de madeira fabricados pela IKEA são certificados pelo Forest Steward Council (FSC), uma garantia de que as matérias-primas utilizadas nestes produtos provêm de operações florestais sustentáveis.

Mas a marca sueca vai além da madeira, tendo também implementado a utilização de materiais como o plástico reciclado ou o tecido orgânico, a fim de reduzir ao máximo o impacto ambiental da sua atividade comercial.

A importância da circularidade

Reciclar, reduzir e reutilizar são as bases da ecologia empresarial (e de qualquer pessoa que queira proteger o planeta a nível individual). Para incentivar a reutilização, a IKEA implementou um programa de compra e reciclagem de mobiliário. Os clientes podem devolver os seus móveis antigos para que possam ser renovados ou reciclados, promovendo assim uma economia circular e reduzindo a quantidade de resíduos que acabam em aterros.

Eficiência energética

A independência dos combustíveis fósseis é outro grande objetivo para as empresas e para o mundo em geral. Apesar de poucas empresas poderem afirmar que obtêm a energia de que necessitam para gerir o seu negócio a partir de fontes 100% renováveis, a IKEA deu o salto e começou a instalar painéis solares em algumas das suas lojas e instalações de produção para reduzir a sua pegada de carbono.

Reduzir o desperdício e as emissões de carbono

Prácticas sostenibles de IKEA.

Como já referimos anteriormente, um dos pilares fundamentais da ecologia é a redução do consumo de materiais, não só quando se trata de produção ou fabrico, mas também noutras áreas como a embalagem dos produtos, que por vezes pode passar despercebida, mas é um dos aspectos que as empresas tendem a descurar e em que muitas vezes há um desperdício de todo o tipo de materiais, sejam eles plásticos ou cartão.

A IKEA tomou medidas a este respeito, revendo todas as partes do processo envolvidas na sua atividade e analisando como reduzir a quantidade de resíduos derivados de cada uma delas, além disso, também estabeleceu determinados objectivos para reduzir o impacto no que diz respeito ao transporte.

Programas de sensibilização e consciencialização

Proteger o planeta é uma tarefa de todos e a IKEA sabe-o. Para promover esta importante mensagem da necessidade de estarmos conscientes do impacto das nossas acções no planeta, a empresa desenvolve vários programas dirigidos aos seus próprios colaboradores, aos seus clientes e a todos os interessados em adquirir hábitos mais sustentáveis.

Estes programas centram-se basicamente nos 3 R’s já referidos: reduzir, reciclar e reutilizar, bem como na tomada de decisões ecologicamente mais responsáveis no nosso quotidiano.

Qual é a sua opinião sobre as práticas que a IKEA tem implementado para um mundo mais sustentável? Conhece outras grandes empresas que desenvolvem actividades semelhantes? Deixe-nos os seus pensamentos e ideias nos comentários abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *